Categoria

Sem categoria

Categoria

Giulietta: comida italiana onde o principal componente é o fogo

Giulietta: oferece cortes não convencionais muito bem preparados

Giulietta: Comida italiana é aquele tipo de comida que dificilmente não agrada a todos, certo? Agora pensa em uma proposta fora daquilo que nos vem à cabeça quando pensamos em cozinha italiana. Pois é essa proposta do Giulietta, que tem forte influência italiana, mas que vai muito além da pasta. O recente restaurante, se eu não me engano, inaugurado em março deste ano, fica localizado no Jardim Europa e é comandado pelo badalado chef Rodolfo de Santis. Conheci ao Giulietta em uma deliciosa noite de quinta-feira, junto com a minha loirinha. As surpresas já começam quando para você chegar ao restaurante você precisa passar pelo Salumeria, que é o outro restaurante do chef Rodolfo de Santis. Esperamos um tempinho antes de pegarmos uma mesa, o lugar é bem disputado na região. A decoração tem uma pegada bem rústica e o ambiente é pouco iluminado. E ao passar os olhos rapidamente pelo cardápio, não hesitamos em pedir para entrada a burrata produzida pela casa e assada no forno a lenha, e posso dizer? Vale muito a pena, é bem diferente das burratas tradicionais que estamos acostumados. Logo depois, mesmo correndo o risco de ficarmos cheios e talvez não aguentar os pratos principais, pedimos pelo Maritozzo, que nada mais é do que brioche caseiro com recheio de ragu de costela, incrivelmente gostoso. A minha escolha de prato foi o Scottadito, carré de cordeiro acompanhado de brócolis e polenta gratinada, tempero e ponto do carré maravilhosos. Minha esposa comeu o ossobuco assado no forno a lenha acompanhado de risoto alla milanese, muito saboroso! Estávamos completamente satisfeitos, mas ao olhar as sobremesas, a gula falou mais alto e então decidimos dividir uma. Pedimos o abacaxi assado com gelato de pina colada, veja que no Giulietta, até as sobremesas vão para o fogo, e posso garantir que esta que comemos estava divina! Só posso finalizar dizendo que a comida servida pelo Giulietta e excelente!

Cateto: ambiente agradável e aconchegante com ótima carta de vinhos e opções de aperitivos

Cateto: despretensiosamente oferece produtos de qualidade feitos por pequenos produtores

Cateto: fui ao Cateto em uma noite de sábado bem fria, daquelas que quase te tiram a coragem de sair de casa… eu disse quase, rs! Estava apenas minha loirinha e eu, e como nossa vontade era tomar um vinhozinho e curtir um lugar com clima light e agradável, nos lembramos do Cateto, e lá fomos nós com toda nossa coragem para encarar o frio de São Paulo. O Cateto surgiu na Mooca, e abriu a filial em Pinheiros, hoje a matriz está fechada, ainda não sei dizer exatamente porque. O forte deles é charcutaria, portanto, não é um lugar para jantar, as opções vão de lanches, aperitivos e tábua de frios, exatamente o que estávamos buscando para aquela noite. Desta última vez em que fomos nos sentamos à mesa, mas em oportunidades anteriores ficamos no balcão, e a experiência é igualmente satisfatória, eu sempre comento por aqui que adoro sentar no balcão, pois, acho incrível acompanhar a montagem dos pratos e observar a movimentação da cozinha. A carta de vinho deles é ótima, tem rótulos de pequenos produtores de vinhos orgânicos, e desta vez a nossa escolha foi o Clandestino. Pedimos bruschetta de cogumelos para começar, e com certeza foi a melhor escolha que poderíamos ter feito, elas estavam simplesmente desmanchando na boca, bem apetitosas. Depois partimos para uma tábua de frios, pode parecer bem simples, mas os embutidos servidos lá são artesanais e de uma qualidade que faz toda a diferença. Encerrando a nossa comilança não resistimos em pedir a crema de búfala que vem tostada no maçarico com tomatinhos confitados e pesto de pimentão, com certeza fechou com chave de ouro! Desta vez eu fiquei só no vinho, mas as opções de cervejas artesanais, que eu particularmente adoro, são ótimas. O local é bem despretensioso, mas no final surpreende positivamente.

Le’Bou: sofisticação e charme parisiense acompanhado de bons drinques

Le’Bou: aperitivos bem elaborados e drinques autorais de encher os olhos e o paladar

 Le’Bou: minha loirinha e eu estamos com os dias bem agitados nas últimas semanas, mas sempre que dá gostamos muito de nos reunir com os amigos e colocar as novidades em dia, e de quebra celebrar a vida. Na última sexta-feira antes de irmos ao aniversário de uma grande amiga, fomos ao encontro de um casal de amigos muito queridos, e que há um bom tempo não víamos, no Le Bou, que fica no Itaim. O Le Bou tem um clima bem sofisticado, serve drinques autorais ótimos, pratos e  petiscos gourmets que agradam bastante ao paladar. A minha única ressalva seria para as opções de cervejas que são poucas. O lugar tem música ambiente, ou seja, não atrapalha a conversa da mesa, ótimo para ir com a família, amigos, casal e até mesmo para um almoço ou jantar de negócios. Como nossa noite ainda seria longa, minha loirinha e eu decidimos apenas beliscar e beber alguma coisa, eu fiquei na cervejinha junto com o meu amigo, minha loirinha nesse dia não quis arriscar e pediu por um de seus drinques favoritos, o moscow mule, nossa amiga pediu um drinque autoral, o pôr do sol, que leva gin, néctar de goiaba, gengibre, limão, xarope de elderflower, canela e tabasco, bem refrescante! Para petiscar pedimos o famoso queijo brie empanado que acompanha duas geléias, uma de pimenta biquinho e outra de morango, depois eu quis provar o aperitivo de mexilhão com fritas, ambos estavam bem apetitosos e super agradáveis para acompanhar as bebidas. Já no finalzinho do nosso happy hour, nosso amigo estava com fome e antes de ir embora pediu pelo hambúrguer Le Bou, um blend de carnes da casa servido no pão francês, queijo prato, tomate, alface e cebola roxa, combinações bem clássicas, mas que funcionam muito bem. O atendimento é bem atencioso, se você busca por bons drinques e aperitivos rebuscados, recomendo que vá conhecer o Le Bou.

 

Filial: tradicionalidade e clima de boteco em ambiente descontraído

Filial: comidinha caseira, chopp gelado e clima informal

 Chope bem tirado e muito gelado, é isso que me vem à cabeça quando penso no bar Filial. Com dezenove anos o bar é bem tradicional e um dos mais concorridos da Vila Madalena. Por ficar perto de casa, já tive a oportunidade de ir lá muitas vezes. O bar serve porções clássicas de boteco, dentre estes petiscos o famoso bolinho de arroz, que não tem fama à toa, pois é um bolinho saborosíssimo e crocante! Nesta última vez que estive por lá, fui com a minha loirinha e um casal de amigos, era o começo da noite de um sábado. Minha loirinha pediu para beber uma caipirinha de maracujá com limão, pimenta biquinho e gengibre, muito gostosa, você bebe que nem suco rs! Eu fiquei no bom e clássico chopp, aliás sempre que vou lá é assim, tomo muitos chopes rs. Para petiscar pedimos o já falado bolinho de arroz, depois pedimos o bolinho de carne seca que vem com uma pimentinha que acompanha muito bem! Neste dia não pedimos nenhum prato, mas preciso dizer que a comida de lá é muito saborosa, bem estilo comida caseira, ótimo pra fugir das gourmetização! Dentre a infinidade de opções que a Vila Madalena oferece, principalmente, na rua Fidalga o bar Filial é aquele bar com clima de boteco, bem boêmio e informal, onde a gente fica muito à vontade e nem vê o tempo passar enquanto bebe e conversa com os amigos. O bar é um clássico para o final de noite também, por lá não tem pressão para fechar, e o atendimento é muito bom!

Beach Burger: hamburgueria gourmet que nasceu no litoral traz ambiente praiano aos Jardins

Beach Burger: Com unidades em Juquehy e Riviera oferece opções de hambúrgueres e pratos

Beach Burger: Fui conhecer o Beach Burger em uma quinta feira junto com a minha loirinha, eu gosto de conhecer novas hamburguerias, por isso aproveitei que estávamos afim de dar um quebrada na semana e que eu estava pela região da paulista, e fomos lá. O ambiente é descolado com uma pegada meio praiana, pique bar lanchonete, sabe? Nós chegamos por volta das 20h e não pegamos fila, sentamos no segundo andar. O cardápio deles oferece bastante opções que passeiam entre os hambúrgueres, pratos e porções, entre os hambúrgueres opções diferentes do trivial como o hambúrguer de siri, camarão e salmão. Para entradinha pedimos a roots potatoes que são batatas rústicas com alecrim e alho, sequinhas, crocantes por fora e macias por dentro, bem gostosinhas. Em seguida já fiz o meu pedido que foi o beer bacon burger, hambúrguer de 150g com fatias de bacon crocante, mix de folhas, creme de queijo e molho barbecue à parte, minha esposa decidiu por pedir o hambúrguer de camarão empanado na farinha panko, tomate, alface, mussarela e molho tártaro à parte, ambos estavam bons. Preciso ressaltar que para beber nós pedimos o chá da casa, que é muito delicioso, é chá de pêssego bem geladinho, limão siciliano e hortelã, bem refrescante para a noite quente que estava fazendo. O serviço é bem rápido e eficiente, nossos pedidos vieram com muita rapidez, o que eu gostei, porque cheguei lá com a fome batendo. O Beach Burger também apresenta alternativas de drink bem variada, mas como dessa vez nós estávamos afim mesmo só de comer e ir pra casa descansar do longo dia de trabalho não experimentamos nenhum. Na sobremesa minha escolha foi a cestinha de churros com sorvete e doce de leite, a cestinha estava um pouco encharcada, mas o sorvete estava bom, minha loirinha pediu a cheesecake que estava ótima! 

Avaliação geral: 7,9/ Comida: 7,5/ Ambiente: 8,0/ Serviço: 8,0

 

Boteco São Conrado: Bar descontraído, cerveja gelada em espaço aberto

 Boteco São Conrado:  Dos mesmo donos do Boteco São Bento, mas com um clima mais tranquilo

Boteco São Conrado: domingo dia de preguicinha, mas como não aproveitar uma tarde de sol? Por isso decidi ir com a minha loirinha ao Boteco São Conrado, dos mesmos sócios do Boteco São Bento, que fica na Rua Aspicuelta, 51, na Vila Madalena, próximo à nossa casa. Sofisticado, espaçoso  e com decoração que remete bem ao clima dos botecos cariocas.Já conhecíamos o local que tem um clima bem descontraído e ótimo para sentar e bater papo. Por lá há uma infinidade de opções de petiscos muito saborosos para agradar a diversos paladares, cerveja sempre bem gelada e por um dos melhores preços da região, a variedade de drinks bem elaborados, para quem gosta,  é um outro atrativo do cardápio. O local estava super tranquilo, e não demoramos muito para pegar uma mesa. Frequentado por um pessoal com a faixa etária bem variada, entre 30 e 50 anos, o ambiente é ótimo para ir em casal e também para confraternizar com os amigos. Para matar a sede nessa tarde de verão, a minha pedida foi uma cerveja que estava trincando, enquanto minha esposa optou pelo drink Moscow Gin que leva gengibre e limão, nesse dia não estávamos afim de comida, por isso,  para petiscar nós escolhemos o bolinho de costela desfiada com purê de mandioquinha e o dadinho de tapioca que vem com molho picante para acompanhar, ambos bem saborosos. E assim entre um gole e outro, saboreando um petisco e outro, aproveitamos nossa tarde de domingo e nos preparamos para mais uma semana de muito trabalho. O atendimento foi excelente e bem rápido, mesmo havendo mesas com mais pessoas, os garçons foram bem atenciosos conosco.



Avaliação geral: 8,4  / Comida: 8,0 / Ambiente: 8,5 / Bebida: 8,5