CCBB – A plenos pulmões: encenação sobre um dos principais poetas que deu voz à Revolução Russa do início do século XX emociona com texto forte e belas atuações

No final de semana retrasado, eu e minha esposa fomos curtir o centro de São Paulo! Queríamos assistir a uma boa peça, e foi então que comprei ingressos para assistir à peça “A plenos pulmões” que está em cartaz no Centro Cultural Banco do Brasil. O CCBB é um dos espaços que mais gosto na cidade, pois apresenta grandes exposições e espetáculos a preços populares, e conta com uma charmosa cafeteria, aonde sempre damos uma paradinha. Confesso que minha expectativa era das mais altas em relação à peça, seja por trazer prosa e versos de Vladimir Maiakovski, de quem sou um grande fã; seja por ter a participação da atriz Georgette Fadel, que é uma artista que acompanho e adoro; seja por ser encenada no pequeno teatro do CCBB, que permite forte proximidade dos artistas com o público, ideal para este tipo de texto. E não é que a peça foi de fato surpreendente? A montagem é simples, porém transporta o público para o ambiente revolucionário em que o artista viveu. E as atuações estavam divinas. Eu desconhecia o trabalho do Luciano Chirolli que divide o palco com a Georgette, mas de cara me tornei um fã, seja pela convicção de suas falas e do seu olhar, pela maneira vibrante como transmite a força e ao mesmo tempo as dúvidas e fraquezas de Maiakovski, seja pelas mudanças acertadas no ritmo e nas emoções exaltadas na declamação das poesias ao longo da peça. O roteiro permite ao público conhecer não somente o lado revolucionário e a influência de Maiakovski sobre a revolução russa, mas também o lado pessoal do artista, discorrendo sobre seus relacionamentos, amores, influências e temores, que ao final, acabam por encurtar sua vida. Georgette representa uma leitora contemporânea, além de declamar poemas e personificar mulheres que passaram pela vida do poeta, o que facilita o entendimento do contexto histórico em que se encaixam as poesias do artista, e escancara os sentimentos e as angústias do poeta, em seu lado pessoal e profissional. O público pode então relaxar e curtir a ótima atuação dos dois atores, que dividem o palco discursando e recitando as emoções do artista, sempre à flor da pele, sempre a plenos pulmões! Corra, pois o ingresso é baratinho (R$20 a inteira) e a peça fica em cartaz somente até 18/09. Caso não consiga comprar o ingresso pela internet através do Eventim, vale chegar no máximo até 1 hora antes do espetáculo, pois neste momento é que as filas de espera para ingressos provenientes de desistências tomam corpo. Detalhe: sempre vejo diversas pessoas conseguirem ingressos provenientes de desistências.

 

Avaliação geral: 8,8/ Montagem: 8,0/ Atuação: 9,0/ Espaço: 8,5

Escreva um comentário